Uma refexao Maluca


Boas,

Não sei se você deveria sair do Brasil mas é uma coisa a se pensar.

Ouvimos histórias quase todos os dias sobre pessoas que foram morar em outros países e se deram bem... bem não é tão fácil assim.

Primeiro que temos medo, insegurança e aquele sentimento que vamos LARGAR TUDO pra trás masss o que realmente temos?

Esses dias conversando com um amigo que fiz aqui me vi na pele dele, ele veio da Turquia para fazer intercambio e nunca mais voltou, e isso já se passaram 7 anos, hoje ele tem casa, carro e cidadania americana e pode ir visitar os pais e amigos na Turquia.

Em uma dessa voltas de viagem fui busca-lo no aeroporto e me surpreendi com a conversa que tivemos e hoje quero compartilhar com você.

Ele não se confomava da forma que seus amigos e parentes viviam, como se tivessem parado no tempo. Não querem estudar, aprender coisas novas, viajar ou conhecer novas culturas. Ficam ali vivendo na mesma vila, no mesmo emprego, com os mesmos amigos, nos mesmos bares, fazendo as mesmas coisas que a 7 anos faziam. Como se tivessem congelados mesmo e isso me espantou!

Claro que para mudar tem que ter vontade e sem essa vontade de crescer pessoal e financeiramente nada sai do lugar mas isso foi demais.

Por incrivel que pareça a Turquia é bem semelhante ao Brasil, sim! Pode parecer loucura pensar nisso e não ter nenhuma ligação masss eles passam pela mesma insegurança nas ruas, mesmos problemas de saúde e saneamento que vemos em partes do Brasil. É um país muito grande e  diversificado culturalmente assim como o nosso. E muitos vão tentar a vida em Ankara assim como vão a São Paulo. Os jovens querem curtição e não pensam no futuro, são os super heróis, quem nunca.

E entramos em um assunto tenebroso em relação a governos E não estou falando sobre politica e sim sobre quem são seus donos. Isso mesmo, a escravidão não acabou só mudaram de nome, de escravos a trabalhadores. O que mudou então?

Você paga os impostos ao senhor Brasil, em troca ele te da o minimo para você não morrer de fome e o suficiente para te manter no mesmo lugar. Pq se ele te oferecer mais dinheiro ou conhecimento você corre o risco de ir procurar uma vida melhor em outro país e isso significa perder um escravo para outro senhor.

Os impostos sempre vão existir, fato! Mas será que não podemos escolher a quem queremos pagar?

Quero segurança, saúde e qualidade de vida, afinal se um escravo viver mais trabalhando serão mais impostos a recolher... mas no Brasil quando ficamos velhos (50anos) já não servimos pra mais nada em relação a força de trabalho. TUDO que falo aqui não é só um problema do nosso Brasil, na Turquia tbm acontece isso, como deve acontecer em mais uns 100 paises. Não somos únicos nesse quesito.

O sistema foi feito assim no mundo capitalista e funciona, mas deviamos pelo menos, ter o direito de escolha livre. Eu vivo me perguntando quando vamos acordar pra essa forma de visão da vida. Ela é muito rápida e logo se acabará. Não vamos viver mais que 100 anos meu amigo, mas todos nós gostariamos de viver com qualidade e verdadeiramente livre.


Não estou aqui te falando para sair do Brasil (ou da Turquia) estou aqui te desejando uma vida melhor e digna! É dificil escrever isso pq vivi 30 anos em São Paulo e reclamava muito, hoje sinto falta do busão lotado, das filas e das coisas burocraticas. É muito dificil quebrar esses costumes já que fomos muito bem condicionados a viver dessa forma. Esse sistema faz muito bem o serviço dele e é uma coisa atemporal, sempre vai existir, não importando quem são os politicos da vez.

Então faça por você, faça por quem você ama, pense e reflita! O tempo passa rápido e ele é nosso maior recurso.

Bons investimentos

4 comentários:

  1. Olá, a reflexão não tem nada de maluca, acho que todos nós fazemos isso em algum momento da vida, ou as vezes em mais de um, geralmente no início de carreira é que vem as maiores dúvidas, porque temos todas as possibilidades abertas.

    Também depois de alguns anos de trabalho, já temos algumas raízes, mas se não estamos satisfeitos essa reflexão volta com tudo, a vontade de tentar algo novo surge, mas o medo quase sempre ganha essa batalha e continuamos vivendo nossas vidas da forma que estamos habituados.

    Acho que quando chegamos próximos da aposentadoria essa reflexão deve voltar, ainda não cheguei perto disso, mas imagino que as mudanças sempre nos dão mais possibilidades.

    Então esse pensamento de avaliar onde queremos morar, a profissão que queremos seguir, com quem queremos passar nossos dias, é algo constante em nossas vidas, mas não devemos nos torturar muito com isso nem acreditar que quem escolheu passar a vida fazendo a mesma coisa é menos feliz por causa disso, conheço algumas pessoas que gostam de levar uma vida simples e não se esforçam nem um pouco pra mudar, e são felizes, muitas vezes acho que a ignorância é uma bênção para essas pessoas.

    Abraço e boas reflexões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boas,

      Bom ponto de vista. Talvez ser feliz pra algumas pessoas seja fazer as mesmas coisas todos os dias. Eu que quero sempre mais hahaha

      Valeu pelo comentário Abraço

      Excluir
  2. Boa reflexão, Investidor Maluco.

    A bem verdade é que a maioria vive na corrida dos ratos, pagando boleto, ostentando, se endividando, e com isso se tornam reféns da sua condição atual e do seu trabalho, por isso acabam se acomodando e "param no tempo".

    Pra gente que busca a IF vivemos uma corrida dos ratos oposta, através da frugalidade e aportes poderemos ostentar uma condição melhor lá no futuro. Ou seja, com a liberdade financeira não seremos refens de um emprego que não gostamos, de uma cidade/país que não tem o mínimo de qualidade de vida. Enfim, novas possibilidades se abrirão!

    Te adicionei ao meu Blogroll, parabéns pelo Blog, abraço.

    ResponderExcluir
  3. Será que o libertarianismo está despertando em você?

    Abraços!

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Tenho 33 anos, fui empregado de uma indústria pequena por 5 anos, ganhava pouco e quero com esse blog aprender sobre os investimentos, com a ajuda da blogosfera financeira!

Seguidores

Tecnologia do Blogger.